Um novo artigo sobre as consequências para os animais do viés do status quo

11 Ago 2021

Os vieses cognitivos são um obstáculo muito sério para o avanço da preocupação com todos os seres sencientes. Além disso, podem ser prejudiciais para a defesa dos animais, pois podem conduzir os ativistas a se envolverem em cursos de ação que não alcançam os melhores resultados para os animais. Por isso, publicamos várias postagens sobre esse tópico, abordando como diferentes vieses cognitivos são prejudiciais para os animais.

Acabamos de publicar um novo texto abordando um dos vieses que mais comumente impedem o trabalho em direção a melhorar as coisas para os animais, bloqueando a expansão da consideração moral para com seres que atualmente são privados dela. Você pode ler este novo artigo aqui:

Opondo-se a mudanças por motivos irracionais: o viés do status quo

O viés do status quo conduz as pessoas a suporem que a situação atual é preferível frente a outras opções possíveis. Isso acontece mesmo quando essas pessoas prefeririam outras alternativas se estivessem comparando todas as opções de forma imparcial, sem dar peso adicional à situação atual (“a situação padrão”). O fato de que algum estado de coisas seja o atual não é uma razão relevante para se pensar que ele é melhor do que as outras opções possíveis. Então, tratá-lo como se fosse é irracional. Infelizmente, esse viés torna mais difícil mudar a terrível situação atual dos animais, tanto daqueles que são usados ​​pelos humanos quanto a dos animais selvagens. Mas existem fortes desafios ao viés do status quo.