Top nav

Os interesses dos animais

O termo “interesse” é usado para descrever o que é benéfico para alguém. Isto é, em outras palavras, o que promove aquilo que é bom para alguém cuja vida possa ir bem ou mal. Dizemos “isso é do interesse de alguém” quando algo é positivo para alguém. Quando pensamos sobre como agir, como fazemos quando nos envolvemos em raciocínios morais, consideramos os interesses dos outros que devemos respeitar.

Os animais não humanos têm interesses? Como nosso texto sobre senciência animal mostra, eles claramente têm. Eles podem sentir sofrimento e desfrute. Suas vidas podem ir bem ou mal para eles. Isso significa que eles têm interesses, assim como humanos têm.

Tradicionalmente, os interesses dos animais não humanos têm sido amplamente desconsiderados. Foi reconhecida apenas uma consideração moral mínima aos animais não humanos. Como resultado, eles têm sido sistematicamente explorados de muitas maneiras que fazem com que eles sofram. Eles também têm sido mortos em grandes números para fornecer mercadorias feitas com seus corpos a humanos.

Além disso, a vulnerabilidade dos animais a muitas coisas que não são causadas por humanos geralmente tem sido desconsiderada como se não fosse nada com o que devêssemos nos preocupar. Assim, a ideia de que devemos nos abster de prejudicar animais não humanos ou que devemos tentar agir de forma que os beneficie mal tem recebido qualquer consideração, com apenas poucas exceções.

Entretanto, atualmente esse ponto de vista tem sido fortemente desafiado. Desde a década de 1970, o campo da ética animal surgiu e tem alcançado apoio crescente como uma área de pesquisa que informa ativamente a defesa dos animais não humanos.

 

Interesse em não sofrer

Seres sencientes têm um interesse em ter uma existência feliz. A primeira coisa que isso implica é ser feliz em vez de ser miserável. O sofrimento é por definição um estado mental negativo, e portanto é prejudicial aos animais.

 

Interesse em viver

Além de ter um interesse em não sofrer, os animais precisam ser capazes de viver para ter uma vida feliz. Muitas pessoas pensam que humanos, mas não animais não humanos, têm um interesse em viver. Existem fortes razões para refutar isso.

 

O peso dos interesses dos animais

Muitas pessoas reconhecem que animais não humanos têm sim interesses, mas é uma opinião mantida comumente que seus interesses não contam muito. É importante refutar esse mito. Interesses iguais devem contar igualmente.

Top nav