A situação dos animais na natureza

Hoje em dia, muitas pessoas têm uma visão romantizada da natureza e do que significa para os animais viver no mundo selvagem. Elas acreditam que natureza é algum tipo de paraíso onde animais vivem vidas felizes. Outras pessoas estão cientes de que animais no mundo selvagem podem sofrer e morrer prematuramente de diferentes formas, mas acreditam que são exceções. Porém, a verdade é muito diferente disso.

Muitos animais selvagens correm riscos constantes de morte por diversas razões. Na verdade, a grande maioria deles morre logo após vir à existência, tendo vivido apenas pouco mais que a dor de sua morte. Isto acontece pois muitos animais se reproduzem tendo grande número de descendentes, sendo que, na média, apenas uma cria por adulto sobrevive até a maturidade.

Além disso, os animais sobreviventes encaram muitas ameaças às suas vidas e sofrem de muitas causas, incluindo ferimentos físicos, doenças, fome, desnutrição, sede e stress psicológico.

Preocupar-se com a situação dos animais selvagens difere significativamente de ter pontos-de-vista conservacionistas, e as duas coisas não devem ser confundidas. Existem razões importantes para nos preocuparmos com animais não humanos, por serem seres sencientes que têm a capacidade de experimentar sofrimento assim como seres humanos. É por isso que devemos nos preocupar com o que acontece a eles, não porque pertencem à determinada espécie ou ecossistema ou por serem seres vivos, mas porque eles sentem e sofrem e assim podem ser afetados pelo que fazemos a eles. Esforços conservacionistas às vezes implicam que certos animais selvagens sejam prejudicados ou mortos. Além disso, conservacionistas podem tentar nos desencorajar de ajudar animais em situações nas quais poderíamos salvá-los de sofrimento e mortes terríveis, sob o pretexto de que fazer isso não é natural, ainda que intervenhamos quando se tratam de seres humanos em situações perigosas.

Nos artigos a seguir você encontra mais informações sobre os modo como animais são prejudicados em ambientes selvagens por razões naturais:

Desnutrição e sede em animais selvagens

Um dos fatores mais importantes que limitam o aumento das populações de animais é a falta de comida e água, o que pode exterminar números enormes de animais. Podemos imaginar quanto sofrimento isso implica. Uma das razões por que muitos animais têm tantos descendentes é para que seja possível que ao menos alguns deles possam obter comida e sobreviver, mesmo que isto signifique que muitos outros morram de fome.

Doenças na natureza

Animais selvagens podem sofrer de vários tipos diferentes de doenças, algumas muito dolorosas que podem causar uma morte lenta. Mesmo aquelas que não são letais causam grande sofrimento. Embora geralmente seja possível vaciná-los, isto só acontece em alguns casos, e muitos animais que poderiam ser salvos acabam morrendo.

Ferimentos em animais selvagens

Em ambientes selvagens, animais são frequentemente feridos por vários motivos. As lesões em si podem matar os animais ou podem incapacitá-los de maneiras fatais, como certos tipos de mutilações. Em outros casos, mesmo que eles sobrevivam, ficam parcialmente incapacitados ou sofrem dor crônica, e suas vidas são muito encurtadas.

Condições meteorológicas e animais não humanos

Muitos animais morrem após sofrerem muito devido a temperaturas extremas. Isso acontece regularmente na natureza, e algumas vezes animais sofrem durante estações inteiras por isso. Além disso, animais são afetados negativamente devido a outros fatores relacionados ao clima, como chuva, neve e secas.

Animais em desastres naturais

Terremotos, furacões, erupções vulcânicas, tsunamis e incêndios florestais de origem natural podem causar muito sofrimento e muitas mortes. Mesmo quando seria possível ajudá-los, a maioria dos animais afetados por desastres naturais é deixada para morrer ou passar por ferimentos debilitantes que poderiam ter sido tratados.

Antagonismo na natureza

Na natureza, as relações ecossistêmicas em que um organismo causa danos a outro para seu próprio benefício são chamadas de antagônicas. Esses tipos de relações ocorrem frequentemente e implicam que muitos animais sofram dores e angústias significativas, muitas vezes por um longo tempo, e por fim morram.

Stress psicológico em animais selvagens

Além de sofrerem fisicamente, muitos animais passam por stress psicologico devido às pressões ambientais que têm que enfrentar. Muitas vezes se encontram em situações nas quais sofrem de medo e angústia, e no caso de alguns animais, tristeza quando sua prole ou animais do seu grupo morrem.

Você também pode ler outros artigos relacionados a esses:

Por que o sofrimento de animais importa

O que podemos fazer para ajudar os animais selvagens

 

Ética Animal em outras línguas